Morreu Gabriel García Márquez

Visite nossa página no Google+


Gabo, o escritor internacional

Morreu ontem, 17/04/2014, o escritor Gabriel García Márquez, famoso internacionamente pela sua redescoberta da literatura.

Luis Fernando Veríssimo disse:
"É uma grande perda a morte desse notável escritor identificado com a América Latina, mas atento ao que é universal. Ele encantava a todos com sua criatividade e usava seu humor a serviço de algo maior. Entre suas influências confessas na literatura estava o escritor Erico Verissimo, meu pai." 

O antropólogo Roberto Damata disse:
"Uma grande tristeza. Mas a sua obra fica com a gente. Ele se foi, mas a hora em que eu quiser falar com ele, é só abrir um de seus livros para reencontrá-lo. O que mais me impressiona em sua obra é que é impossível parar de ler qualquer livro de sua autoria. García Márquez faz uma maravilhosa fusão de forma e história.”

Poeta Ferreira Goulart:
"Não era apenas um grande escritor. Ele criou uma ficção de qualidade excepcional. Com o seu realismo mágico e sua originalidade, ele mudou a América Latina. A sua literatura inventa a realidade. Entre sua imensa produção, gosto muito de Crônica de Uma Morte Anunciada."

João Ubaldo Ribeiro:
"Foi um dos maiores escritores da literatura ocidental que transformou o olhar da crítica em relação à América Latina."

Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc)
grupo guerrilheiro
"Perde a Colômbia, perde o mundo com a morte de Gabo. Suas obras salvaguardam sua memória. Confortamos sua família neste momento."

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura
Unesco
"Agradecemos a García Márquez pelo realismo mágico de seu trabalho e a magia que realizou na história literária."

The New York Times
jornal norte-americano
"Morre Gabriel García Márquez, mestre do realismo fantástico."

El País
jornal espanhol
"A morte de um gênio da literatura universal."

Le Figaro
jornal francês
"Gabriel García Márquez, a morte do patriarca."

Isabel Allende
escritora chilena 
"Acabo de saber com profundo pesar que García Márquez morreu. O único consolo é que sua obra é imortal. Poucos livros conseguem sobreviver ao implacável teste do tempo, pouquíssimos autores são lembrados, mas García Márquez está entre os clássicos da literatura universal. Ele é o escritor mais importante da América Latina em todos os tempos, a voz do realismo mágico e o pilar da explosão da literatura latino-americana. Ele narrou a América Latina ao mundo e mostrou a nós, latino-americanos, nossa própria imagem no espelho de suas páginas. Somos todos de Macondo. Todos os escritores de língua hispânica que vieram antes e depois, têm como parâmetro seu imenso talento. Sua influência inegável é como a maré; ela vem e vai em ondas. Devo a ele o impulso e a liberdade de me lançar à literatura. Em seus livros encontrei minha própria família, meu país, as pessoas que conheci minha vida inteira, a cor, o ritmo e a abundância de meu continente. Meu maestro morreu. Não ficarei de luto por ele porque não o perdi: continuarei a ler suas palavras de novo e de novo..." 

Shakira
cantora 
"Querido Gabo, uma vez você disse que a vida não é o que se vive, é o que se guarda na memória para contar. Sua vida, querido Gabo, será lembrada como um presente único e irrepetível, e como o mais original dos relatos. É difícil me despedir de você, já que nos deu tanto. Você vai ficar para sempre comigo e com todos os que o admiram." 

Ademir Assunção
poeta
"É mais que emblema para os escritores e leitores. Mais do que perda. Ele fez o que tinha que fazer e muito bem."

Luiz Felipe Vitelli
escritor
"A morte de García Márquez significa que os bons saem de cena em direção à solidão de Macondo."

Wilson Pereira
poeta
"É lamentável. Li quase todos os livros dele. Sabia que estava adoentado, mas não pensei que viria a falecer. Perdemos um dos maiores autores da modernidade."

Nicolas Behr
poeta
"O primeiro livro que li do começo ao fim foi Cem Anos de Solidão, com 17, 18 anos, e reli agora. É um clássico que não cansa e no qual você sempre descobre alguma coisa. É um livro para ler de 5 em 5 anos ou de 3 em 3 anos. Foi o primeiro escritor que teve a coragem de falar que escreve para ser amado."

Héctor Abd Faciolince
escritor colombiano
"Gabriel García Márquez tinha o dom sublime de contar histórias com graça, humor, poesia e profundidade, ao mesmo tempo. A sua prosa era hipnótica."

Mario Vargas Llosa
escritor
"Morreu um grande escritor cujas obras deram ampla publicidade e prestígio para a literatura da nossa língua."

Milton Hatoum
escritor
"Ele inaugurou um modo de narrar, uma literatura com fundo romanesco de imaginação solta, na qual tudo é possível acontecer.”

Nélida Piñon
escritora
"A morte dele deixa um grande vazio na literatura mundial. É uma perda difícil para todos. Um perda que evoca grandes memórias. Porém, pelo menos podemos nos conformar com a ideia de poder preencher esse vazio com a grande obra que ele nos deixou."

EPUBLICAR - Livros, EPUB, reportagens, Ciência
Página do Jornal O Dias no Google Plus Epublicar é uma livraria online que disponibiliza obras literárias de fundamental importância para a informação e a evolução do ser humano. Perfil do Epublicar no Google Plus