Couto de Magalhães e a Teogonia Tupi

Visite nossa página no Google+



     A teogonia tupi foi proposta pelo folclorista Couto de Magalhães (1879) com a intenção de demonstrar que a cultura dos índios brasileiros possuía uma constelação de "seres sobrenaturais" agrupados de forma a promover um comportamento coletivo que eles mesmos chamavam de "rekó etê", o modo de ser verdadeiro vivido e ensinado pelos antepassados, do qual não deviam se desviar. O "costume verdadeiro" estava implícito nos arquétipos da mitologia. A teogonia aqui apresentada foi ampliada através de nossas pesquisas para incluir um universo maior da cultura indígena.
     Por Marco Aurélio Dias

EPUBLICAR - Livros, EPUB, reportagens, Ciência
Página do Jornal O Dias no Google Plus Epublicar é uma livraria online que disponibiliza obras literárias de fundamental importância para a informação e a evolução do ser humano. Perfil do Epublicar no Google Plus